Genro: PF vai decidir se investiga vazamento de dossiê

O ministro da Justiça, Tarso Genro, transferiu à Polícia Federal a decisão de abrir ou não inquérito para investigar a "possibilidade de crime" na violação de sigilo do "banco de dados" montado pelo governo sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, da mulher, Ruth Cardoso, e de ex-ministros.Em nota divulgada há pouco, o Ministério da Justiça não menciona, porém, o "banco de dados" que o governo admite ter feito. Diz apenas que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pediu ao ministro Tarso Genro que verificasse a "pertinência" de abertura do inquérito policial.Na nota, Genro diz que comunicou na manhã de hoje, ao diretor-geral da Polícia Federal, a solicitação de Dilma, "analisando que o pedido da ministra-chefe da Casa Civil tem fundamento". "Caberá à autoridade competente do DPF, como titular do inquérito, decidir sobre a abertura do mesmo", acrescenta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.