Genro dá posse a 3 secretários no lugar do PDT

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), deu posse nesta segunda-feira, 23, aos três secretários nomeados para os cargos deixados pelo PDT no governo do Estado. Sandra Fagundes (PT) assumiu a secretaria da Saúde no lugar de Ciro Simoni, Jorge Branco (PT) o Gabinete dos Prefeitos, que era comandado por Afonso Motta, e Ricardo Peterson (sem partido, mas indicado pelo PC do B) a pasta dos Esportes, substituindo Kahlil Sehbe.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

23 Dezembro 2013 | 19h09

A saída do PDT foi a segunda baixa da base de apoio que Tarso havia construído para governar em 2010. O PSB, que tem o vice-governador Beto Grill, já havia entregue a secretaria da Infraestrutura em setembro, quando Caleb de Oliveira deixou a pasta e foi substituído por João Vitor Domingues (PT). Sem os dois aliados, o governo estadual perdeu a maioria segura que tinha na Assembleia Legislativa e viu crescer a bancada independente, para a qual migraram o PSB e o PDT, que tem 11 cadeiras. A situação tem 21 e a oposição 22 deputados.

O PSB debandou porque vai apoiar o candidato a governador que oferecer palanque ao candidato do partido à presidência da República em 2014, Eduardo Campos. O PDT saiu porque vai lançar candidato próprio ao Piratini, o deputado federal Vieira da Cunha. No Estado, o PSB está mais próximo de fechar aliança com o PP, que vai lançar a senadora Ana Amélia Lemos à sucessão de Tarso. O PDT está dividido entre alas que preferem apoiar a reeleição de Dilma Rousseff (PT) e o lançamento de candidatura própria à presidência. Vieira da Cunha também admite conversar com Aécio Neves (PSDB).

Mais conteúdo sobre:
RSGenrosecretários

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.