Genoino ironiza encontro entre Brizola e Heloísa Helena

O presidente do PT, José Genoino, ironizou o encontro que está acontecendo nesta tarde no Rio entre a senadora petista Heloísa Helena (AL) e o presidente do PDT, Leonel Brizola. "Eu acho que é um assunto pessoal da senadora, é um direito dela almoçar e se encontrar com quem quiser. Não posso opinar sobre isso, é uma escolha dela. Tomara que ela convença o Brizola a não ficar fazendo tanta crítica ao justo governo do presidente Lula", disse antes de fazer uma apresentação pró-reformas em reunião do diretório estadual do PT fluminense. O objetivo do almoço entre a senadora e Brizola é articular uma união contra a reforma da Previdência. Ambos vão conceder uma entrevista coletiva nesta tarde na porta do prédio onde mora o presidente do PDT, em Copacabana, na zona Sul do Rio de Janeiro. "Nós vamos convencer a senadora Heloísa Helena. Vamos mostrar que uma senadora combativa não pode defender privilégios na Previdência", disse Genoino. Ele disse também que o PT ainda não definiu se vai punir membros do partido que votarem contra as reformas. "Eu vou trabalhar para não ter voto contra, só posso falar isso (sobre possíveis punições) depois do que acontecer". Genoino disse que o partido vai trabalhar na linha do "convencimento, com fatos, argumentos e números" para garantir o apoio dos membros que resistem às propostas de reformas. "Pode ter certeza que o PT votará unido. Nós gastamos saliva, lábia, argumento, temos um pouco de dor de cabeça, mas na reta final a gente vota junto", afirmou. Veja o índice de notícias sobre as reformas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.