Genoíno fala como candidato e critica Alckmin

Em visita à Assembléia Legislativa de São Paulo, o deputado federal José Genoíno (PT-SP) falou como candidato do partido ao governo estadual, criticou a gestão de Geraldo Alckmin e comentou os possíveis planos de governo. Para o deputado, a segurança pública e o desemprego, são os principais problemas vividos pelo Estado, além do racionamento de energia elétrica. "O Alckmin também é responsável pelo apagão. Ele foi indicado pelo Covas (Mário Covas, ex-governador que morreu em março desse ano) para gerenciar as privatizações no Estado", afirmou Genoíno.Para o pré-candidato petista, as pesquisas de opinião que indicaram queda de popularidade da prefeita Marta Suplicy, não prejudicam sua campanha eleitoral. "Foi um sinal amarelo. Temos condições de corrigir as falhas e melhorar a comunicação com a sociedade", disse. Segundo Genoíno, o PT "já está calejado de pesquisas, tanto boas como ruins".O petista considera que o partido deve negociar as vagas de vice-governador e de uma das duas vagas para o Senado com partidos de oposição como o PSD, o PDT e o PC do B. Ele não descartou o nome da deputada federal Luiza Erundina para compor a chapa de governador. "Mas é uma decisão que cabe ao PSB e a ela".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.