Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Genoino diz que PT aceita negociar reforma da Previdência

O presidente do PT, José Genoino, afirmou hoje que o partido está disposto a negociar mudanças na reforma da Previdência. Apesar de alegar de que não está participando das negociações no Congresso, Genoino disse "que a possibilidade de alterações, e de mexer na espinha dorsal da proposta é positiva. A espinha dorsal, segundo ele, é "uma previdência com piso e teto, fundos de pensão complementar", e cobrança dos inativos. Genoino, no entanto, ainda está reticente quanto a proposta discutida na bancada do PT, de manutenção da aposentadoria integral dos servidores, e a paridade. "A integralidade não deve significar uma aposentadoria precoce. O presidente do PT sustentou que os princiapais pontos de negociação devem ser o cálculo do benefício e um modelo de transição para os atuais servidores. "Em política, temos de construir caminhos e possibilidades, vamos esperar os resultados da negociação no Congresso e a palavra do governo".Genoino participou em São Paulo do 4º Congresso da Confederação dos Bancários, evento do qual também participou o ministro da Previdência, Ricardo Berzoini. O presidente do PT também comentou a greve dos servidores e disse que é contra qualquer represália à categoria. Segundo Genoino, os servidores vão ter, porém, de enfrentar "o ônus e bônus da luta. "Represália é criar obstáculos para a greve".

Agencia Estado,

09 de julho de 2003 | 19h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.