Genoino defende novo papel da ONU em ato pela paz

O presidente nacional do PT, José Genoino, defendeu hoje, antes do início do Ato pela Paz, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, a definição de um novo papel mundial para a Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo Genoino, uma reunião dos chefes de cúpula deveria ser convocada para rediscutir as convenções elaboradas pela organização, principalmente aquelas que versam sobre países emergentes. "Um dos temas que deve ser debatido é a conseqüência de guerras nas economias de países emergentes". Genoino classificou ainda a guerra do Iraque como insana e demonstrou preocupação com os possíveis efeitos do combate na economia brasileira. "Da nossa parte faremos de tudo para contornar eventuais conseqüências".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.