Genoino defende manutenção do subteto

O presidente do PT, José Genoino, fez uma defesa contundente, durante a reunião da bancada do PT na Câmara, para que não seja aceita a reivindicação do Poder Judiciário para que o subteto salarial do Judiciário nos Estados seja aumentado dos 75% do salário de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), como está previsto no relatório do deputado José Pimentel (PT-CE), para 90,25%, como quer o Judiciário. "Se negociarem o subteto, vou defender na bancada e na executiva que o PT não aceite esse acordo", afirmou Genoino. "Não podemos aceitar que o Poder Judiciário faça chantagem política".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.