Genoino defende Lula e ataca PSDB

O presidente nacional do PT, José Genoino, afirmou nesta quarta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não cometeu nenhuma ilegalidade um dia antes, ao receber a cúpula petista, ministros e prefeitos eleitos de capitais no Palácio do Planalto. Na reunião, segundo os prefeitos, Lula pediu apoio a Marta Suplicy e a aliados de seu governo."O presidente não recebeu candidatos. Ele teve uma reunião político-administrativa com prefeitos eleitos do seu partido. E não tratou nem de campanha eleitoral nem de como os prefeitos deveriam agir como militantes políticos. O engajamento dos prefeitos na campanha eleitoral é opção dos prefeitos, como militantes políticos", disse Genoino.Para ele, o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, deveria dizer onde foi articulada a candidatura dele em 96 - à Prefeitura de São Paulo - e em 2002 - à Presidência da República -, deixando no ar que foi também no Palácio do Planalto. "O PSDB está buscando factóide em vez de discutir propostas de governo, programas para as eleições e debate de idéias", atacou. Sobre o fato de os prefeitos terem declarado que Lula pediu mobilização e engajamento, Genoino disse: "O discurso dos prefeitos é discurso deles como militantes e não do presidente. O presidente não fez pronunciamento sobre isso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.