Genoíno defende cassação de Arruda e ACM

O deputado federal José Genoíno (PT) defendeu a cassação dos senadores José Roberto Arruda (PSDB-DF) e Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA). "Não precisa nem de comissão. Tem que ir direto para a cassação", disse. Mas segundo ele, o senador Jader Barbalho (PMDB) não poderia presidir as cassações, nem a CPI da Corrupção. "Com tantas denúncias contra ele, não dá para Jader conduzir o processo", disse o deputado.Genoíno, que participa de uma reunião a portas fechadas da executiva do PT, no Hotel Braston, em São Paulo, disse que os dirigentes do partido já foram informados sobre o depoimento feito esta tarde pelo senador José Roberto Arruda, no qual ele confessou que leu a lista dos votos da sessão que cassou o ex-senador Luís Estevão. "Agora esta lista tem que aparecer". De acordo com Genoíno, a senadora Heloísa Helena (PT) reafirmou hoje ao partido ter votado pela cassação de Estevão. "Nós confiamos na palavra da senadora, até que provem o contrário". Na reunião, que começou pela manhã e se estende até o momento, está presente ainda o deputado estadual, Carlos Santana, acusado durante a CPI da CBF/Nike de ter recebido R$ 50 mil da CBF uma semana após as eleições de 1998.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.