Genoino atribui ao próprio PT denúncias contra Delúbio

O PT não fará nenhuma apuração sobre as denúncias feitas contra o tesoureiro do partido, Delúbio Soares. Hoje o presidente do PT, José Genoino, admitiu que uma parte das intrigas contra o tesoureiro do partido é puro fogo amigo. "São as almas sebosas do PT", disse ele, recorrendo a uma expressão que disse ter aprendido no Nordeste. "A gente de lá diz que existem as almas boas e as almas sebosas. Quem está fazendo intriga dentro do PT são as almas sebosas", disse, afirmando que conhece Delúbio a ponto de garantir que não cometeu irregularidades. Em sua edição de domingo, o jornal O Globo informou que o tesoureiro Delúbio comprou novas parcelas de terras que dobraram o tamanho da fazenda de sua família em Buriti Alegre, no sul de Goiás. A reportagem diz que as terras foram registradas pelo valor de R$ 150 mil, mas teriam preço de mercado de R$ 800 mil. Pelo menos uma das parcelas foi paga com dinheiro vivo, segundo depoimento de Divina Inácio Neves, que vendeu 22 alqueires. Delúbio Soares disse hoje que nesta segunda falará à imprensa em São Paulo para explicar a compra de terras em Goiás. Vida de solteiro - "Delúbio tem toda possibilidade e todo direito de ajudar a sua família", disse Genoino, explicando que o tesoureiro do PT ganha em torno de R$ 6 mil mensais como dirigente do partido e tem "vida de solteiro", com poucas despesas. "Ele não tem outras rendas, mas nem precisaria, porque a mulher dele, que é secretária de Administração da Prefeitura de São Paulo, ganha muito mais do que ele", afirmou. Na verdade, Mônica Valente, a mulher de Delúbio, é secretária de Gestão Pública de Marta Suplicy, mas não ganha mais que o marido - seu salário como secretária é de aproximadamente R$ 5 mil brutos, segundo a assessoria da prefeitura. Genoino lembrou que o PT proíbe que seus dirigentes tenham outras rendas, além da remuneração que recebem do partido. Ele fez questão de desmentir também que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lhe tivesse dito que estaria incomodado com Delúbio. "Acho lamentável que se levante essa suspeita, que eu repilo. O presidente Lula não fez qualquer crítica a Delúbio e, se tivesse feito, eu não concordaria com ele", disse. Mas, por outro lado, ele admitiu que "tem gente puxando para baixo" e que alguns petistas "são mal-intencionados": "Se algum petista está fazendo intriga, está muito enganado". Além de confiar cegamente no tesoureiro do PT, Genoino disse que Delúbio lhe contou, antes de a notícia ser publicada, que tinha comprado mais terras para ampliar a fazenda da família. "Logo, ele não tinha nada a esconder", deduziu. Doações - Genoino também rebateu informações de que as doações para o PT começaram a minguar depois do episódio do show de Zezé di Camargo e Luciano. Ele disse que o partido não mistura as verbas destinadas à campanha eleitoral com as destinadas à compra da sede do partido. Por isso, afirmou, "não procede a informação de que as doações de empresários se reduziram". Segundo o presidente do PT, ainda não foi aberta para valer a campanha de arrecadação nacional para a adquirir a nova sede.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.