Genérico contra hipertensão chega em setembro

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o genérico anti-hipertensivo originário da combinação dos princípios ativos captopril e hidroclorotiazida. O novo genérico chegará às farmácias no final de setembro e custará 35% menos que o de referência Lopril D, estima o Laboratórios Biosintética.A droga será vendida em duas apresentações com 30 comprimidos: de 25 miligramas e 50 mg. A Biosintética pretende conquistar 30% do mercado do medicamento, que hoje movimenta US$ 5,7 milhões, com a venda de 500 mil unidades por ano no Brasil.O captopril é um inibidor da Enzima Conversora de Anjotensina (ECA). A droga evita a ação da substância anjotensina 2, produzida no organismo, que provoca a contração dos vasos. Com isso, ocorre o relaxamento das artérias e a conseqüente diminuição da pressão arterial. Já a hidroclorotiazida faz parte da classe de diuréticos, cuja função é reduzir a quantidade de água no organismo.Na linha de anti-hipertensivos, a indústria já lançou os genéricos Maleato de Enalapril, Besilato de Anlopidino, Atenolol e Diltiazen. Na linha de diuréticos, a Biosintética produz o Furosemida, princípio ativo do Lasix.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.