General pode ter errado ao criticar governo, diz Alencar

O presidente da República em exercício, José Alencar, disse neste sábado, 19, após evento de seu partido, o PRB, que como ex-ministro da Defesa reconhece que o general Augusto Heleno, comandante militar da Amazônia, "pode ter errado ao criticar a política do governo". "Como o Brasil todo o admira, isso já acabou. É uma página virada. Ele já conversou com o Nelson Jobim (atual ministro da Defesa)."Ao comentar a situação da reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, Alencar afirmou que "apesar de muitos índios já estarem integrados ao Brasil, alguns ainda defendem a idéia de nação independente. Isso faz com que haja algum risco na terra de fronteira".Alencar acrescentou que as terras indígenas abrem acesso absoluto às Forças Armadas. "O que não pode é haver discriminação contra os índios e contra os brancos", disse.Na última quarta-feira, ao participar do seminário Brasil, Ameaças à sua Soberania, no Clube Militar, no Rio, o general Heleno chamou de "caótica" e "lamentável" a política indigenista brasileira. Ele foi obrigado a dar explicações ao ministro da Defesa e ao comandante do Exército, Enzo Peri, a respeito de suas declarações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.