General não acredita em Beira-Mar na Colômbia

Ao sair, há pouco, do 6º Congresso Brasileiro de Municípios, no Parque da Cidade, em Brasília, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Alberto Cardoso, voltou a falar com jornalistas sobre a versão, divulgada ontem pela TV Globo, de que o traficante brasileiro Fernandinho Beira-Mar teria sido baleado na Colômbia.Cardoso afirmou que nem a informação da presença do traficante brasileiro em território colombiano está confirmada. "Há muitas informações divergentes, mas nada confirmado até agora", afirmou o general.Ele acrescentou que, como os serviços de informações do Brasil e da Colômbia mantêm permanente intercâmbio, se Fernandinho Beira-Mar estivesse em território colombiano, essa informação já teria chegado às autoridades brasileiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.