HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

General Ajax Porto Pinheiro é confirmado como novo assessor especial de Toffoli no STF

Militar vai substituir general Fernando Azevedo e Silva, que foi nomeado para o Ministério da Defesa pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro

Amanda Pupo e Teo Cury, O Estado de S.Paulo

27 Novembro 2018 | 21h37

BRASÍLIA - O general de divisão da reserva Ajax Porto Pinheiro foi confirmado nesta terça-feira, 27, pelo Supremo Tribunal Federal (STF) como novo assessor especial do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli. Como mostrou o Broadcast/Estadão mais cedo, ele foi indicado pelo comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, e irá substituir o general Fernando Azevedo e Silva, que foi nomeado ministro da Defesa do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Toffoli havia pedido que Villas Bôas indicasse um novo nome para o cargo, que auxilia o presidente em questões relacionadas à área de segurança, tanto no âmbito do STF como no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A exemplo de vários outros generais do governo Bolsonaro, o general Ajax foi comandante das forças militares da ONU no Haiti entre outubro de 2015 e outubro de 2016, segundo informações divulgadas pela assessoria do STF.

De acordo com o tribunal, o general comandou as tropas internacionais da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH) nas operações de ajuda humanitária no País, após a passagem do furacão Matthew. Porto Pinheiro coordenou as operações logísticas que culminaram na desmobilização de todo o componente militar da MINUSTAH quando do encerramento da Missão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.