Imagem João Domingos
Colunista
João Domingos
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Geddel será candidato ao governo da Bahia

Informação foi divulgada com exclusividade pelo Broadcast Político, novo serviço da Agência Estado

João Domingos, O Estado de S. Paulo

18 Junho 2013 | 18h16

BRASÍLIA - Vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, o ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima comunicou à direção do PMDB que será candidato ao governo da Bahia no ano que vem. Ele vai liderar uma ampla aliança contra o candidato que o governador petista Jaques Wagner lançar à própria sucessão. Segundo informações do Broadcast Político, primeiro serviço em tempo real do País na cobertura dos assuntos políticos, lançado nesta terça-feira, 18, em Brasília, da coligação de Geddel vão participar o DEM, do prefeito ACM Neto, além do PSDB, do PPS, do PV e do PTN, nanico que é muito forte em Salvador.

O comunicado de que é candidato ao governo da Bahia foi feito ao presidente interino do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), numa reunião realizada na tarde desta Terça-feira (18). Da sede do PMDB, que fica no prédio principal da Câmara, Geddel foi ao gabinete do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para comunicar sua decisão.

Na eleição para a prefeitura de Salvador, no ano passado, Geddel contrariou a direção do PMDB e apoiou o candidato ACM Neto contra o petista Nelson Pelegrino. Mesmo assim, conseguiu manter o emprego, pois a presidente Dilma Rousseff não quis arrumar confusão com o principal parceiro. Agora que Geddel definiu o futuro político, uma batalha pelo cargo dele vai ter início entre os partidos aliados.

Novo serviço. O novo serviço agrega a cobertura política à experiência e tecnologia do Broadcast, serviço pioneiro no País na cobertura em tempo real, que há 22 anos é líder no serviço noticioso do mercado financeiro. Além das redações de Brasília, Rio e São Paulo e correspondentes, a equipe da Agência Estado foi ampliada para acompanhar as votações, os debates, as decisões e os bastidores do mundo político - minuto a minuto, 24 horas por dia, sete dias por semana.

Tal como no Broadcast, a apuração jornalística será enriquecida pela sinergia entre as redações do Grupo Estado - dedicadas às edições impressas, digitais, rádio e agência. Complementam o cardápio informativo parcerias com serviços especializados, como o Análise Política e o site Migalhas, cuja produção especial para o Broadcast Político, esmiuçando o mundo jurídico, se chamará "Lides".

O novo produto trará também vídeos e um monitoramento do que é veiculado em publicações pelo País e pelo mundo - o Radar da Imprensa. Áudios da Rádio Estadão também estarão disponíveis como complemento às reportagens e notas instantâneas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.