Geddel sai em defesa de Jader e acusa Fraga

O líder do PMDB na Câmara, deputado Geddel Vieira Lima (BA), acusou hoje o presidente do Banco Central, Armínio Fraga, de covarde e incompetente por estar permitindo que o caso das denúncias envolvendo o nome do presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), em desvio de dinheiro do Banpará, voltassem à tona, depois de já estar arquivado. "Isso é uma absoluta incompetência do presidente do Banco Central, ao ficar nesta postura", criticou Geddel. "Ele deveria cuidar das funções dele, de baixar juros e cuidar com mais coragem de seu papel como autoridade monetária. Ele não é corajoso e cede às pressões de todo mundo", disse Geddel. Questionado sobre que tipo de pressão seria essa, ele disse: "Por exemplo, a da mídia". O líder peemedebista entende que essa questão deve ser definida, de uma forma ou de outra: a favor ou contra. "É uma questão que já demanda 15 anos, e a covardia de Armínio Fraga permitiu que esse assunto voltasse àtona. Ele, com sua covardia, é que acionou este assunto", insistiu Geddel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.