Geddel ratifica apoio do PMDB a Aécio

O líder do PMDB, Geddel Vieira Lima (BA), conseguiu hoje, em reunião da bancada, ratificar o acordo com o PSDB em favor da candidatura do deputado Aécio Neves (MG) para a presidência da Câmara. Mas não conseguiu aplacar o descontentamento de setores do partido em relação à composição da Mesa, nem a resistência à sua recondução ao cargo de líder. Liderado pelo deputado Marcelo Barbieri (SP), o movimento dos peemedebistas para ampliar o espaço do partido na Câmara tem como objetivo indicar os titulares para a primeira vice-presidência ou a segunda vice-presidência da Câmara, uma vez que Geddel já cedeu a primeira-secretaria para o PPB. Para isso, Barbieri passou a tarde em contatos com os deputados Aécio Neves e Inocêncio Oliveira (PFL-PE) para fazer as reivindicações. "Não vamos furar o acordo com o PSDB, mas nosso grupo está brigando por mais espaço na Mesa", afirmou Barbieri, depois de se reunir com o candidato do PSDB, a quem solicitou a vaga para seu grupo na segunda vice-presidência. Ele informou também que já tem em mãos um abaixo-assinado de 45 deputados solicitando uma reunião da bancada para depois da eleição da Mesa, para que um novo líder seja eleito por voto secreto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.