Geddel pede informações sobre atividades de Waldomiro

O primeiro-secretário da Câmara, deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), vai protocolar nesta tarde na Mesa da Casa pedido de informações ao Palácio do Planalto sobre as atividades do ex-subchefe de Assuntos Parlamentares da Casa Civil Waldomiro Diniz, demitido ontem à noite, dpor causa da reportagem da Revista Época que o envolve no recebimento de propinas. O deputado pede cópia do registro de todas as ligações telefônicas feitas pelo ex-secretário, todos os ofícios assinados por ele durante o tempo em que ocupou a função, o relatório de suas viagens, o motivo delas e com quem se encontrou e, ainda, a agenda de audiências do ex-assessor da Presidência da República.Geddel afirmou que as providências tomadas pelo Palácio do Planalto, até agora, - demitir Waldomiro e pedir apuração da Polícia Federal - não são suficientes. Segundo ele, é preciso também que o Congresso investigue o episódio, razão pela qual formulou o pedido de informações. Geddel disse ainda que assinará um pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), se houver essa iniciativa na Câmara, a exemplo do que já ocorreu no Senado. O deputado disse que sua atitude de requerer informações não cria constrangimentos no seu partido, que integra a base do governo, porque o PMDB tem história de convivência interna democrática. "O partido pode ter compromisso com o apoio ao governo, mas não com esse tipo de corrupção", argumentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.