Gaúchos defendem exportação de carne

O governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra (PT), e o presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Sérgio Zambiasi (PTB), criticaram hoje, por meio de nota conjunta, o bloqueio imposto à carne brasileira pelos países do Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta). Eles classificaram de "inaceitável" qualquer restrição à produção gaúcha, "de qualidade internacionalmente reconhecida". Afirmam ainda, no comunicado, que "os Poderes do Estado estão atentos a todos os movimentos que, porventura, possam gerar algum tipo de dano ao Rio Grande do Sul e a seu povo". O Estado exportou 27 mil toneladas de carne para o Nafta no ano passado, a maior parte (80%) para os Estados Unidos. O Rio Grande do Sul vende carne cozida, enlatada e extrato de carne, mas em setembro pretendia começar os embarques do produto "in natura" para os Estados Unidos, um plano que poderá ser prejudicado pelo bloqueio, segundo o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Carne do Estado, Zilmar Moussale.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.