Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Gasto de custeio de SP com a Copa ficou em R$ 30 milhões

Os valores ficaram dentro do limite estabelecido pelo governo

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

11 de julho de 2014 | 12h17

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), informou nesta sexta-feira, 11, que os gastos de custeio com a Copa do Mundo em São Paulo foram similares aos gastos para a realização de eventos como o carnaval e a Fórmula 1. "Tudo que o município investiu este mês em termos de custeio do evento girou em torno de R$ 30 milhões a R$ 40 milhões. Em ordem de grandeza, são similares ao que é gasto no carnaval e na F-1 todos os anos", afirmou.

Segundo o prefeito, os valores ficaram dentro do limite estabelecido pelo governo. "Fomos bem-sucedidos em conter esses gastos", afirmou, ressaltando que esses são despesas correntes, não de investimentos. Haddad disse ainda que as equipes de governo levarão algum tempo para calcular o efeito econômico da Copa na cidade. "Ainda não dá para saber o impacto que teremos na arrecadação."

Haddad disse acreditar em um efeito de "médio e longo prazo" no turismo da cidade, a considerar as respostas muito positivas dos visitantes.

O prefeito afirmou ainda que número de incidentes na cidade no período e nos dias de jogos na capital "não é nem mencionável" em comparação ao número de pessoas que a cidade recebeu. "O mês transcorreu com naturalidade e tranquilidade", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014São PauloFernando Haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.