Garotinho volta a atacar propostas do PT

O governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, voltou a criticar hoje a agenda econômica do PT, anunciada recentemente, classificando as propostas de "liberais". "Se não tivessem dito que o programa foi feito pelo PT eu pensaria que ele tivesse sido escrito pelo Pedro Malan (ministro da Fazenda) e pelo Armínio Fraga (presidente do Banco Central)", ironizou Garotinho. O governador, que está em Brasília para a liberação, pelo Ministério da Justiça, de recursos do Plano Nacional de Segurança, voltou a atacar os pré-candidatos à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes e Itamar Franco. Anthony Garotinho chamou Ciro Gomes de "pai do desemprego", ao lembrar a época em que foi ministro da Fazenda e abriu a importação no País, sem criar salvaguardas aos empresários no Brasil. Com relação ao governador de Minas Gerais, Itamar Franco, Garotinho disse que ele é um candidato de oposição ao presidente Fernando Henrique Cardoso e não ao governo, porque quando esteve no comando no País estabeleceu as diretrizes do atual modelo econômico. Sobre Lula, Garotinho voltou a repetir que o pré-candidato não tem experiência administrativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.