Garotinho vai pedir anulação da sessão que derrubou vetos à lei dos royalties

Pedido será encaminhado ao presidente do Senado, Renan Calheiros; denúncia é de que houve fraude na assinatura de deputado

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2013 | 18h00

RIO - Diante da evidência de que houve fraude na assinatura do deputado Zoinho (PR-RJ), o líder do PR na Câmara, Anthony Garotinho (RJ), anunciou na tarde desta sexta-feira que vai pedir ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a anulação da votação que derrubou vetos da presidente Dilma Rousseff relativos aos royalties do petróleo. Garotinho também solicitará na Polícia Legislativa que a investigação continue até que seja descoberto o autor da falsificação.

"Isso (a conclusão da Polícia Legislativa) não é suficiente. Queremos saber de quem é a assinatura. De qualquer maneira, a fraude está comprovada e a votação deve ser anulada. A denúncia de fraude foi feita por nós em março e a conclusão vem agora em setembro. A Polícia levou tanto tempo apenas para apurar que a assinatura não é do Zoinho. Eu mesmo encaminhei em março a documentação que comprovava a fraude", afirmou Garotinho.

O líder, na época da denúncia, encaminhou à Polícia Legislativa o comprovante de embarque do deputado no voo de 21h26 de Brasília para o Rio de Janeiro e, segundo Garotinho, a votação dos vetos começou às 23h22 do dia 6 de março. O pedido de anulação da votação será encaminhado ao senador Renan Calheiros porque foi realizada em sessão conjunto da Câmara e do Senado e Calheiros é presidente do Congresso Nacional.

Mais conteúdo sobre:
vetosroyaltiespetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.