Garotinho sofre três grandes derrotas no Rio

Em três das cinco cidades fluminenses que realizaram hoje segundo turno da eleição para prefeito, os candidatos apoiados pelo ex-governador Anthony Garotinho, presidente regional do PMDB, foram derrotados. No berço político do ex-governador, Campos, no norte fluminense, a vitória foi de Carlos Alberto Campista (PDT), candidato apoiado pelo prefeito Arnaldo Vianna, um ex-aliado e atual desafeto do presidente do PMDB. Com 54,48% dos votos válidos, Campista derrotou o peemedebista Geraldo Pudim, que teve 45,42%.Outra derrota importante de um aliado do ex-governador foi em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ali, Lindberg Farias (PT), um forasteiro na política local, teve 57,74% dos votos válidos, derrotando o atual prefeito, Mário Marques (PMDB), que teve 42,26%.Um preferido de Garotinho também perdeu em Niterói, na região metropolitana, onde o ex-governador abandonou seu candidato no segundo turno, Moreira Franco, que renunciou, e apoiou o pedetista João Sampaio. Lá, Godofredo Pinto (PT), atual prefeito, foi reeleito, com 65,09% dos votos válidos. Sampaio obteve apenas 34,91%.As vitórias de aliados de Garotinho ocorreram em dois municípios da Baixada. Em São João do Meriti, seu candidato, de Uzias Mocotó (PMDB), foi o vencedor, com 56,04% dos votos válidos, contra 43,96% de Sandro Matos (PTB). Já em Duque de Caxias, a vitória foi de Washington Reis (PMDB), que teve 51,91% dos votos, contra 48,09 de Laury Villar (PDT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.