Garotinho reúne-se com César Maia

O governador do Rio, Anthony Garotinho (PSB), e o prefeito da cidade, César Maia (PTB), encontraram-se ontem para um café da manhã no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador. O convite partiu de Garotinho, que disse que ligou para Maia e propôs um fim para os atritos que têm envolvido as administrações da cidade e do Estado desde que o prefeito assumiu o cargo, no início do ano."O meu desejo é de que haja cooperação entre o município e o Estado. O povo não nos elegeu para brigar", declarou Garotinho. O encontro durou duas horas e meia. O governador disse que seu interesse era o de esclarecer Maia sobre os motivos que levaram o Estado e a prefeitura a romper uma série de convênios, no apagar das luzes do governo de Luís Paulo Conde (PFL), em dezembro do ano passado."O Conde não quis prejudicar o novo prefeito. Isso foi feito para que ele (Maia) pudesse se manifestar. Não é justo que quem sai deixe obrigações para quem entra", explicou, acrescentando que os convênios implicam gastos para ambas as partes, Estado e município. Os dois políticos são rivais desde as eleições estaduais de 1998, vencidas por Garotinho. César Maia considerou "extremamente produtiva e extremamente cordial" a reunião que teve com o governador. Ele, no entanto, não quis dar entrevistas sobre o assunto. Em nota à imprensa, porém, o prefeito garantiu que "tudo foi equacionado". "Não ficou um ponto sequer de conflito e divergência entre os dois", conclui a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.