Garotinho quer processar Dirceu

O pré-candidato do PMDB à Presidência da República, ex-governador Anthony Garotinho, afirmou, em dura nota, que vai processar o ex-chefe da Casa Civil do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deputado cassado José Dirceu, por suas declarações em palestra para estudantes argentinos no sábado. Segundo reportagem do jornal Ambito Financiero, Dirceu afirmou na ocasião que Garotinho gastou US$ 30 milhões na campanha para as prévias que escolheriam o candidato do partido a presidente. Eis a íntegra do texto assinado pelo ex-governador:"O senhor José Dirceu perdeu mais (sic) chance de ficar calado, no ostracismo que a Nação o colocou, após ser cassado por tantos escândalos e maracutaias quando de seu curto período de poder. Afastado da vida pública por ser o chefe do mensalão, conforme o relatório da CPMI, Dirceu acusa de forma irresponsável, lança palavras sem consistência e comete mais crimes; injúria, calúnia e difamação. Irei interpelá-lo na Justiça.Posar de honesto, depois de liderar Delúbio Soares, Silvio Pereira e um bando de corruptos petistas não é sério e não é honesto com os estudantes argentinos, aliás, como foi a sua passagem pelo governo Lula.José Dirceu é o gerente do mensalão, mostrou despreparo e a desfaçatez que acometem todos aqueles que chegam ao poder sem os predicados que são exigidos para os ocupantes de cargos públicos. Não soube respeitar a própria Nação e o povo brasileiro. Seria mais conveniente relatar as memórias da podridão que conviveu em seu triste momento de ministro. O desafio publicamente a provar o que disse.Rio de Janeiro, 04 de abril de 2006-04-04Anthony GarotinhoPresidente do Diretório Regional do PMDB/RJ

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.