Garotinho prepara cela especial para Beira-Mar

O governador Anthony Garotinho disse que o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, quando chegar ao Rio, não vai ficar preso numa penitenciária, e sim numa "cela especial em um local isolado", já escolhido por ele e cuja localização será mantida em sigilo, por questões de segurança. "Beira-Mar conviveu durante muito tempo com a guerrilha e pode passar informações táticas e de questões operacionais aos outros bandidos. Por isso, deve ficar totalmente isolado, não pode ser misturado", disse o governador. "No momento, o importante é lutar para que ele venha para o Rio, para acertar as contas com a Justiça. Ele é responsável pela entrada de mais de 70% da cocaína que circula no Brasil", afirmou. Garotinho disse que o traficante quer negociar com o secretário de Estado de Segurança Pública, Josias Quintal, que está em Bogotá, a rendição de uma de suas mulheres, Jaqueline Alcântara, que foi detida naquele país, mas liberada em seguida. Preso, Beira-Mar não teria como protegê-la, e teria interesse em garantir sua segurança junto ao secretário, conforme relatou o governador. "Josias e Beira-Mar devem se encontrar hoje à noite, por iniciativa do traficante", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.