Garotinho nega para Renan ter recebido ligações de Dirceu

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, acaba de falar por telefone com o líder do PMDB do Senado, Renan Calheiros, e negou que teria recebido ligações do ministro José Dirceu pedindo que abafasse a operação de investigação das irregularidades cometidas por Waldomiro Diniz à frente da Loterj em 2001 e 2002. Garotinho telefonou para o senador Sérgio Cabral (PMDB-RJ), que passou o telefone para Renan. O líder do PMDB disse no plenário do Senado que Garotinho afirmou que, em que pese toda a divergência que ele tem com José Dirceu, jamais recebeu qualquer ligação do ministro para abafar aquela operação. Renan fez o esclarecimento no plenário com o objetivo de não deixar dúvida sobre as acusações feitas pelo senador Almeida Lima (PDT-SE)envolvendo Dirceu e Garotinho. Renan aproveitou para fazer um discurso político em defesa do governo. "Eu entendo que tem muita gente preocupada com as mudanças do governo do PT. O governo é um experimento para o País mas tem muita gente querendo desestruturar e arruinar o governo", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.