Garotinho já perdeu 4 kg e está desidratado

O pré-candidato à Presidência pelo PMDB e ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, entrou hoje no sexto dia de sua greve de fome, iniciada no último domingo. Segundo boletim médico, o ex-governador do Rio de Janeiro está desidratado, com pressão baixa e períodos alternados de prostração e sonolência, mas apresenta-se lúcido e sem alterações no aparelho cardiovascular. Até a manhã de hoje, o peemedebista já havia perdido quatro quilos com o protesto.O ex-governador acordou por volta das 7 horas e recebeu visitas de simpatizantes durante toda a manhã. Correligionários permaneceram pela manhã em vigília, em frente à sede regional do PMDB, no centro do Rio, onde se encontra o ex-governador. Alguns chegaram a acampar ao lado do prédio.A greve foi iniciada em resposta às denúncias de irregularidades nas doações para a pré-campanha do peemedebista. Neste sábado, a comissão de parlamentares que apóia a candidatura de Garotinho tem encontro marcado com a secretária das Fundações Jimmy Carter, Shelleye McConnell, que está em Atlanta, na Geórgia. Os deputados querem pedir o acompanhamento de organismos internacionais para processo eleitoral brasileiro - uma das condições para a suspensão da greve de fome. Na sexta-feira, Garotinho admitiu pela primeira vez que sua candidatura à Presidência tinha poucas chances de se concretizar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.