Garotinho ironiza encontro de Dilma com Pezão no Rio

Candidato ao governo do Rio de Janeiro e adversário do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), o deputado federal Anthony Garotinho (PR) ironizou nesta terça-feira, 22, o encontro que a presidente Dilma Rousseff deve ter nesta semana com o peemedebista: "Tem gente que tem experiência em conviver com traição e acaba gostando", disse.

RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

22 de julho de 2014 | 20h41

Dilma marcou para esta quinta-feira, 24, uma intensa agenda de eventos oficiais no Rio de Janeiro. Após o horário de expediente, ela deve se encontrar ainda com Pezão e com prefeitos do PMDB em São João de Meriti, na baixada fluminense. O objetivo é neutralizar o movimento que prega o voto casado no peemedebista e no candidato à presidência Aécio Neves (PSDB), batizado de "Aezão". Embora diga publicamente que seu palanque será de Dilma, o governador do Rio é apontado como articulador do apoio nacional ao tucano no Rio.

"Não sei como conviver sendo traído. Tem gente que suporta, tem até quem goste. O que eu posso fazer?", disse Garotinho, que está na base aliada pela reeleição de Dilma. Apesar do encontro da presidente com Pezão, Garotinho disse que já foi consultado pela direção da campanha petista para o agendamento de um ato com a presidente. Ele afirmou que pretende organizar um evento com lideranças políticas na capital, ainda sem data definida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.