Garotinho inaugura piscinão de Ramos

O governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PSB), inaugurou hoje o piscinão de Ramos, na zona norte da capital fluminense. Faixas com agradecimentos ao governador penduradas desde a Avenida Brasil, bandeiras do PSB e refrões de apoio à sua candidatura à Presidência da República marcaram a festa, sob chuva. Milhares de pessoas compareceram, mas boa parte parecia mais interessada em nadar, jogar bola, passear ou ganhar uns trocados -vendendo refrigerante, churrasco e pipoca - do que em ouvir discursos políticos.Mesmo assim, Garotinho rebateu as acusações dos adversários de fazer demagogia com iniciativas populares como o piscinão, o Cheque-Cidadão (que distribui vale-compras de R$ 100) e os restaurantes populares (com refeições a R$ 1). "As pessoas dizem que o povo não precisa de caridade e sim de emprego", discursou. "Concordo que emprego é necessário, mas não podemos deixar os desempregados morrerem de fome. O Cheque-Cidadão de R$ 100 é pouco para quem tem conta em banco, mas para o pobre é garantia de que terá o que comer naquele mês." O governador prometeu piscinões para Cocotá, na Ilha do Governador; Sepetiba, na zona oeste; para o município de São Gonçalo; e mais um na Baixada Fluminense. Há mais R$ 12 milhões para essas obras. O piscinão de Ramos custou R$ 18 milhões, pagos pela Petrobras, por meio de um termo de colaboração com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável.Garotinho chegou às 14 h, com a primeira-dama, Rosinha Matheus, a filha Clarissa e o secretário de Meio Ambiente, André Correa (PV), que não saiu do seu lado e foi lançado candidato a governador. Garotinho foi saudado pelo sambista Dicró, autor do samba "Domingo na Praia de Ramos", que puxava o slogan "um dois três, quatro cinco mil, queremos Garotinho presidente do Brasil." Choveu bastante durante o discurso do governador.O show, com trio elétrico, começou ao meio-dia, com o cantor Didu Nogueira, sobrinho de João Nogueira, animando a platéia, e o mestre-de-cerimônia entoando refrões de campanha. Não houve muito entusiasmo na platéia.Garotinho ficou menos de uma hora em Ramos. Discursou, cumprimentou crianças e adultos e foi embora antes das 15 horas. Não quis falar sobre política e sucessão. Localizado na areia de uma das praias mais poluídas e sujas do Rio, o piscinão de Ramos com área de 26 mil metros quadrados, tem um sistema de bombeamento que traz água da Baía de Guanabara, a filtra e depois a devolve ao mar. A área também tem quadras de futebol e sofreu obras de urbanização.Reação - "Maravilhoso" foi um dos adjetivos mais falados para descrever a iniciativa. Tanto o produtor de televisão Carlos Coutinho, de Ramos, quanto o compositor Bandeira Brasil, de Pilares, por exemplo, salientaram que a região é carente de lazer e o piscinão vai ser divertimento garantido e trabalho para quem está desempregado. Era o caso de Rosa Maria Souza Carvalho, segundo ela com "25 anos de praia de Ramos", que levou água e biscoitos para vender. Ela disse que, neste verão, já tem garantido o sustento dos oito netos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.