Garotinho exige de Roseana projetos para o Brasil

O governador do Rio, Anthony Garotinho (PSB), cobrou da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PFL), a apresentação de propostas para o País. Se não fizer isso, segundo Garotinho, a pefelista tende a reduzir seus índices nas pesquisas eleitorais."Ela está aparecendo muito, mas não coloca nem discute propostas", disse. "Então, acredito que os índices dela, aos poucos, vão diluindo-se."Garotinho negou que se tenha referido de forma depreciativa a Roseana, quando disse que eleições presidenciais não são "concurso de miss". "Disse que, em eleições, não basta só uma imagem bonita", observou. "Entre o bonito e o competente, em quem você vota?"Segundo ele, são falsas as especulações de que retirará a candidatura, caso não atinja 15% de intenções de voto nas pesquisas até março."Minha candidatura é irreversível, porque tenho tendência de crescimento e porque estou fazendo um governo muito bem avaliado", disse. Para crescer nas pesquisas, o governador aposta na arma de Roseana: ocupará a publicidade partidária gratuita em rádio e TV do PSB, que vai ao ar no dia 13.Garotinho afirmou que contribuirá para a sucessão presidencial ao defender a erradicação da fome no País. Perguntado como faria isso, disse que "por meio do aumento de salário e da criação de emprego".O governador afirmou que fará a reforma tributária, "aumentando a base, mas diminuindo as alíquotas dos impostos", e que reduzirá os juros. "Vou cobrar imposto das empresas e dos bancos, que já ganharam muito dinheiro", diz. "A redução dos juros é somente uma questão de vontade política."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.