Garotinho espera adesão de tucanos de MG ao PSB

O PSDB de Minas deve perder para o PSB, na próxima semana, três dos oito deputados estaduais que mantém no Estado. Depois de insistentes convites do governador do Rio, Anthony Garotinho, pré-candidato do PSB à Presidência da República, os parlamentares tucanos João Leite - também evangélico e o mais votado do Estado, nas últimas eleições -, Miguel Martini, ex-líder do PSDB no Legislativo estadual, e Mauro Lobo, já acertaram as transferências.O anúncio oficial acontece provavelmente no dia 28, quando Garotinho estará em Belo Horizonte para comemorar o aumento da bancada dos socialistas na Assembléia - de quatro, ela passará a ter sete deputados. Com as adesões, sobretudo a de Leite, que foi candidato a prefeito da capital e disputou o segundo turno com Célio de Castro - ex-PSB e agora inimigo de Garotinho - o governador fluminense espera reforçar sua candidatura em Minas, segundo maior colégio eleitoral do País. Os tucanos já vinham manifestando insatisfação com o PSDB, sobretudo em razão das ligações do partido com o PMDB, no âmbito federal, e após o início da crise energética. Eles se diziam cobrados pelos eleitores e reclamavam de ter apenas ônus por pertencer ao partido do presidente das República.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.