Garotinho encerra greve de fome depois de 11 dias

Depois de onze dias sem comer, o ex-governador Anthony Garotinho (PMDB), encerrou oficialmente a sua greve de fome. Garotinho anunciou sua decisão em uma entrevista coletiva, no quarto que ocupa no Hospital Quinta D´Or, na Zona Norte do Rio.Ele comemorou a concessão de duas liminares pelo Tribunal de Justiça do Rio, que obrigam o jornal O Globo e a revista Veja a publicarem e darem a ele direito de resposta no mesmo tamanho das matérias nas quais o ex-governador se sentiu ofendido. A decisão determina, inclusive, que Garotinho tenha direito à resposta nas capas dos dois veículos.O ex-governador também disse considerar suficiente a resposta da Fundação Jimmy Carter, dos Estados Unidos, que, segundo ele, pretende fazer um relatório sobre o período pré-eleitoral no Brasil.Garotinho anunciou o fim de greve de fome ao lado da governadora Rosinha Matheus e do seu médico particular Abdu Nele, mas já estava recebendo desde quarta-feira reidratação intravenosa com soro glicosado. Ele ainda admitiu ter ingerido meio copo de água de coco por sugestão da equipe médica do hospital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.