Garotinho é estrela do programa de rádio de Rosinha

Um pronunciamento do ex-governador Anthony Garotinho (PSB), no qual atacou adversários, se disse vítima de perseguição e criticou a ex-governadora Benedita da Silva (PT), foi a principal atração da estréia ontem do programa radiofônico "Bom Dia, Governadora", comandado pela mulher do socialista, a governadora Rosinha Garotinho (PSB). Em sua participação - que, segundo antecipou, deverá se repetir -, o ex-governador tentou relacionar as manifestações contra o atraso do décimo-terceiro salário dos servidores às acusações que são feitas a seu governo por causa do caso das contas na Suíça. "Há um setor que perdeu as eleições no Rio de Janeiro e quer colocar a seguinte situação: bombardeamos a Rosinha com o 13º salário que a Benedita atrasou, e bombardeamos o Garotinho com essa história de fiscais, e aí eles não governam", disse ele, que foi anunciado por Rosinha como o seu "querido" e disse estar solidário com ela por causa das "agressões" que ela sofreu em uma manifestação perto da Assembléia Legislativa. Na ocasião, o carro da governadora foi cercado, socado e chutado por ativistas. "Estão pensando que somos bobos, que vamos ficar acuados." Garotinho defende-se e faz críticas Garotinho afirmou que as contas da Suíça denunciadas já existiam antes de seu governo - o que é verdade apenas parcialmente, já que cinco das nove contas foram abertas em 1999, primeiro ano da sua gestão. "Por que não falam de outros governos?", perguntou. Ele também declarou que Benedita pagou os salários em dia só até as eleições e disse que a ex-governadora é "protegida". Houve críticas também ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Eles agora estão dizendo que vão combater a fome, como se isso fosse uma grande novidade; quando nós fazíamos, era populismo", disse. "Era demagogia, agora não é." Ele também ironizou as críticas que recebeu por ter dado entrevista anteontem na "casa da sua mulher" - o Palácio Laranjeiras, residência oficial do governo. "Você ia dar (entrevista) na casa de qual mulher?", perguntou Rosinha. À semelhança do "Fala, Governador", que foi exibido durante o governo Garotinho, o "Bom Dia, Governadora" será nas manhãs de sábado, de 8h às 9h, sempre "ancorado" por Rosinha, que entrevista seus secretários e ouvintes - ontem, elogiaram seguidamente a governadora e o ex-governador. Segundo o governo estadual, Rosinha foi convidada pela Rádio Tupi para fazer o programa. O objetivo do programa, segundo a Assessoria, é fazer um balanço da gestão e prestar contas das ações do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.