Garotinho e Arraes se encontram, mas não superam divergências

Depois de uma reunião de mais de quatro horas, o presidente do PSB, Miguel Arraes, e o secretário de Segurança do Rio, Anthony Garotinho, disseram que estão em busca da unidade do partido e que as diferenças de posição em relação ao governo federal ainda não foram resolvidas. Garotinho se disse insatisfeito com o partido em questões como a defesa da autonomia do Banco Central e não descartou totalmente a possibilidade de mudar de legenda, embora tenha dito que não quer agora falar sobre o assunto.Arraes disse que veio hoje ao Rio porque "é importante nesta hora que o partido se mantenha unido". Afirmou que espera que se chegue a um entendimento. "Com isso o partido avançará mais ainda, como tem avançado, inclusive com a colaboração de Garotinho nas eleições presidenciais". Quanto à insatisfação do secretário de Segurança, Arraes afirmou: "O secretário está sempre insatisfeito, sempre querendo coisas. Precisamos dosar o que ele quer para poder fazer aquilo que é essencial". Em relação às recentes reclamações de Garotinho quanto à falta de espaço do PSB, Arraes disse que o espaço que cabe a cada um no partido é igual.Garotinho deixou claro que ainda não existe unidade no PSB. Além da autonomia do Banco Central, ele destacou a taxação dos inativos como outro ponto incômodo. Segundo ele, o ponto central das divergências é a posição do PSB quanto à política econômica "conservadora e neoliberal do governo do PT, que hoje é uma cópia idêntica a do governo Fernando Henrique Cardoso".O secretário, que já dissera, durante o governo tucano, que Fernando Henrique Cardoso "era uma mãe para os banqueiros" por causa das taxas de juros, afirmou ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é uma "madrinha". Garotrinho disse não ter decidido ainda se vai à reunião do diretório nacional do PSB, na segunda-feira, em Brasília, que, segundo Arraes, é muito importante para que as divergências sejam superadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.