Garotinho diz que amigos de Lula ficam impunes

O ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho , pré-candidato do PMDB à Presidência da República, afirmou nesta quinta-feira, em Campo Grande, que os amigos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ficam impunes à corrupção. "Qualquer cidadão comum aqui, que confessar caixa 2, vai preso. Mas o Delúbio Soares (ex-tesoureiro do PT) não. Ele confessou e está solto porque é amigo do Lula. O Silvinho Pereira, que recebeu um Land Rover (carro importado) por fraudar uma licitação, está passeando na Europa."Garotinho disse que "o governo do PT é um governo de ódio, são raivosos". Depois, confessou estar arrependido de ter votado em Lula no segundo turno nas eleições 2002. "Agora eu faço parte da LBA", disse, explicando que a sigla é da "Legião de Brasileiros Arrependidos". Ele criticou os programas sociais federais, entre eles o do Primeiro Emprego, dizendo que "o único jovem beneficiado foi o filho de Lula, Fábio, que recebeu R$ 5 milhões da Telemar em negociação com uma empresa de vídeo game".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.