Garotinho defende CPI da Corrupção

O governador do Rio, Anthony Garotinho(PSB), defendeu hoje a instalação da CPI da Corrupção peloCongresso Nacional. Segundo Garotinho, a crise da violação dopainel do plenário do Senado, que poderá resultar na cassaçãodos mandatos dos senadores José Roberto Arruda (sem partido-DF)e Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), ex-presidente da Casa, estáservindo apenas para desviar a atenção dos parlamentares."Esta questão do Senado não pode servir para desviar ofoco da violação do dinheiro público, que é tão grave quanto àviolação do painel. A CPI da Corrupção hoje é uma exigência dasociedade brasileira", afirmou. Garotinho evitou defenderabertamente a cassação dos senadores. "Ainda não terminou oprocesso investigatório porque não ocorreu a acareação entre osenvolvidos", ressalvou. "Se na acareação eles caírem emcontradição, não resta dúvida."Para o governador, o governo de Fernando HenriqueCardoso não pode viver sobre a "suspeita" de ter praticadoatos que desviaram "bilhões do povo". "É preciso que osparlamentares escolham de que lado vão ficar: se do lado do povoou se do lado do governo, de suas benesses e favores", disse.Garotinho recomendou a todos os parlamentares do Rio queassinem o requerimento para a instalação da CPI. "Assinem logo(o requerimento) porque quem não assinar estará avalizando umcheque que muito provavelmente na próxima eleição não teráfundo", ironizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.