Garotinho critica demissão e privatização

O governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, criticou, em discurso proferido durante encontro de prefeitos e vice-prefeitos do PSB, os programas de ajuste fiscal que envolvem demissão de funcionários e privatização. "Esse lero de que para enxugar a máquina tem que demitir, privatizar, tem mostrado que não resolve. Se fosse para equacionar os problemas do nosso País, já teria equacionado". Ele disse ainda que o Brasil enfrenta um momento "muito delicado" e que ?nem no tempo de colônia? houve tanta transferência de recursos para um único setor, como está ocorrendo hoje no setor financeiro. "O problema do Brasil não é gerar riqueza, é distribuir riqueza", afirmou. O governador fez o discurso após ter sua ficha de filiação ao PSB abonada pelo presidente nacional do partido, Miguel Arraes. Ele disse que não decepcionará o PSB, e garantiu que não tem nenhuma ambição pessoal. A agenda formal do encontro será iniciada daqui a pouco com um debate sobre o PSB, o poder local e a globalização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.