Garotinho compara FHC a Luís XIV

Ogovernador do Rio, Anthony Garotinho, comparou o presidente Fernando Henrique Cardoso ao rei francês Luís XIV, autor da frase?L?État C?Est Moi? ? O Estado Sou Eu.Antes mesmo de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) analisar o pedido de notificaçãoapresentado pela Advocacia-Geral da União (AGU), Garotinho enviou defesa de nove páginas para explicar que fez críticas a umapessoa física e não à União.A solicitação do Palácio do Planalto, feita no dia 16, é a primeira medida para pedir abertura de processo contra o governadorpor calúnia e difamação.Garotinho acusou publicamente setores do governo pela divulgação de fitas que o envolvem emirregularidades.Em sua defesa antecipada, Garotinho afirma que Fernando Henrique Cardoso voltou ao tempo do rei absolutista da França. ?Amedida tomada em nome da União é, em verdade, inusitada?, diz o governador.?Já se foi o tempo do Estado absolutista, em queeste se confundia com o monarca que o representava.?Se o pedido apresentado pela AGU for aceito, nunca mais um presidenteserá acusado, avalia Garotinho. ?No lugar de Fernando Collor, ao tempo do impeachment, deveria figurar como ré não mais apessoa do mandatário supremo?, dispara o governador. ?Noutras palavras, Fernando Collor não teria sido acusado, e sim a União.?Não é a primeira vez que representantes do Palácio do Planalto são comparados a figuras que entraram pela porta dos fundos dahistória.No domingo, o PPS de Ciro Gomes apontou, em nota, semelhanças entre o estilo de líderes tucanos e membros dogoverno ao do chefe da propaganda nazista, Josef Goebbels.Ciro também está na mira do Executivo. A pedido do ministro daJustiça, José Gregori, o Ministério Público Federal no Rio entrou com ação na Justiça contra o ex-ministro da Fazenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.