Garotinho chama bancada para tentar maior fatia do Orçamento

Depois de uma semana de repouso para tratamento de saúde, o governador do Rio, Anthony Garotinho, volta ao trabalho na manhã desta segunda-feira com uma reunião com a bancada federal do Estado para discutir o Orçamento da União. O governador disse que vai tentar, com os parlamentares, "reverter a discriminação contra o Rio de Janeiro, que se tornou o 19º Estado nas prioridades do governo federal."Estão previstos R$ 97,4 milhões federais para o Rio de Janeiro em 2002. "É preciso que todas as forças políticas do Rio se unam para cobrar do governo federal reciprocidade. O Rio é o segundo Estado da federação em recolhimento de tributos, não pode receber migalhas", justificou o governador neste domingo.Segundo Garotinho, o governo federal liberou pouco mais de 2% dos cerca de R$ 190 milhões a que o Estado do Rio tem direito este ano. "O argumento de que estamos muito bem, porque recebemos royalties de petróleo e não precisamos do dinheiro federal também é falso, porque pagamos a dívida com royalties, ao contrário de Estados que deram ao governo federal empresas que não valiam nada para quitar suas dívidas", afirmou.O governador passou a última semana em tratamento contra fortes dores de coluna que o obrigaram a cancelar compromissos e permanecer em repouso. Garotinho teve uma inflamação na cartilagem da quinta vértebra lombar e na primeira vértebra sacra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.