Garotinho ataca FHC em propaganda

Na nova publicidade televisiva do PSB, prevista para ir ao ar nesta quarta-feira à noite, em rede nacional, o governador do Rio, Anthony Garotinho (PSB), destaca o governo do Estado e ataca o do presidente Fernando Henrique Cardoso.Usando a frase "Deu certo no Rio, vai dar certo no Brasil", Garotinho critica o salário mínimo, a política nacional de segurança e o tratamento dispensado pelo governo federal aos funcionários públicos. O custo para o partido foi de R$ 90 mil, pago em três parcelas.O presidente é acusado, entre outras denúncias, de deixar os funcionários públicos federais sete anos sem reajuste. "O governo Fernando Henrique Cardoso a gente já conhece: favorece os banqueiros, asfixia a produção e aumenta, dramaticamente, o desemprego", acusa Garotinho, mostrado como o responsável pela revitalização da indústria naval fluminense. Ele cita ainda "os absurdos nas universidades".A publicidade do partido, que dura dez minutos, ficará no ar até a próxima quarta-feira. Embalado por músicas que dizem que "Garotinho está com a gente/Garotinho é boa gente", o governador fala de realizações da gestão dele, como o Cheque-Cidadão, o Restaurante Popular e os Projetos Frutificar e Delegacia Legal.Ele diz ainda que conseguiu baixar todos os índices de criminalidade e que o Estado tem a menor taxa de desemprego do Brasil.O governador aparece em cenas caseiras com a primeira-dama, Rosângela Matheus, a Rosinha, e os nove filhos.Com o intuito de torná-lo mais popular em todo o País (ele seria conhecido por apenas 40% do eleitorado), a legenda faz inserções de 30 segundos, durante todo o dia, desde o último sábado, também com imagens de Garotinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.