Garotinho acusa adversário de lavagem de dinheiro

Pré-candidato do PR ao governo do RJ, Garotinho diz que atual governador, Sérgio Cabral, comprou mansão com dinheiro ilícito

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2010 | 17h05

O pré-candidato do PR ao governo do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, acusou o governador Sérgio Cabral (PMDB), que disputa a reeleição, de enriquecimento ilícito, durante o Primeiro Encontro Regional do PR no Estado, realizado neste domingo, 18.

 

 

"O governador não consegue justificar nem a mansão que comprou em Mangaratiba fazendo lavagem de dinheiro. Me processe que eu quero ver, governador Sérgio Cabral. Entre na Justiça e prove que você comprou a mansão que tem com o dinheiro do seu trabalho (...) Marque dia e hora, convoque a imprensa e mostra como comprou a mansão e dois apartamentos no metro quadrado mais caro do Rio de Janeiro. Não foi como governador", discursou Garotinho, depois de aprovado o lançamento de sua pré-candidatura. Em entrevista, Garotinho disse que suas acusações foram apenas a "pré-estreia" do que pretende levantar sobre o atual governador durante a campanha eleitoral. A Assessoria de Imprensa de Cabral informou que o governador não vai se manifestar sobre as declarações do adversário.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições2010GarotinhoPRmansão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.