Garotinho abre sigilo bancário e fiscal

Após promover um bate-boca ontem com o colega do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO), o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) encaminhou hoje um documento à Mesa da Câmara disponibilizando seu sigilo fiscal e bancário para provar a "lisura de sua conduta como homem público". Ontem, durante a discussão, Caiado chegou a chamar o deputado de "chefe de quadrilha". "Não vou levar para casa o que não sou", disse Garotinho, sugerindo que o parlamentar da oposição pedisse desculpas.

DAIENE CARDOSO E ANNE WARTH, Agência Estado

16 de maio de 2013 | 08h01

Caiado, por sua vez, alegou que é um homem de atitudes intempestivas e que ontem teria ficado indignado com as insinuações de Garotinho. Na ocasião, Garotinho sugeriu que a bancada do DEM estaria votando de acordo com interesses de lobistas. "Se me excedi em alguma palavra, foi por indignação, pela maneira como atingiu todo o meu partido", respondeu Caiado, dizendo que não guardaria ressentimentos. O deputado do DEM, no entanto, afirmou que a retratação viria se Garotinho também se retratasse.

Tudo o que sabemos sobre:
Garotinhosigilo fiscal e bancário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.