Garimpeiros tentam crucificar índio em Rondônia

Cerca de 300 garimpeiros tentaram crucificar um índio da tribo Cinta-Larga na praça central de Espigão D?Oeste, no Sul de Rondônia. Revoltados com a morte de mais três companheiros, chacinados na última quarta-feira num garimpo clandestino de diamantes localizado na Reserva Roosevelt, os garimpeiros capturaram o índio Márcio, de aproximadamente 30 anos, nas cercanias da cidade e o levaram amarrado à praça. A chegada da polícia impediu a execução do prisioneiro, que sofreu várias agressões, mas está fora de perigo. Márcio permaneceu por mais de duas horas amarrado a uma árvore da praça.A situação no sul de Rondônia é tensa desde quarta-feira, quando um grupo de garimpeiros foi atacado por guerreiros Cinta-Larga. A região concentra cerca de cinco mil garimpeiros, atraídos de várias partes do país pela descoberta na reserva uma gigantesca jazida de diamantes. Há notícias de que até doze pessoas possam ter morrido no confronto.A Polícia Federal só confirma a morte de três garimpeiros, mas o resgate dos corpos está sendo retardado pelo mau tempo e a dificuldade de acesso ao local de extração de diamante, na mata fechada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.