Garibaldi: votar Orçamento sem acordo é 'irracional'

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse hoje que está preocupado com o clima de radicalização entre oposição e governo por conta da votação do Orçamento de 2008. Ele considerou "irracional" a decisão da base aliada de aprovar o Orçamento na próxima quarta-feira, mesmo sem acordo com a oposição. "A última vez que o governo foi para o voto perdeu a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira)", alertou o senador.O confronto entre oposição e governo ainda não foi resolvido, apesar das sucessivas reuniões ao longo do dia. A oposição quer excluir o Anexo de Metas e Prioridades, que destina R$ 534 milhões para obras nos Estados. Uma das idéias é redistribuir os recursos para os 27 Estados, mas um grupo de parlamentares da Comissão de Orçamento insiste em manter as emendas individuais.O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), afirmou que a situação ficou ainda mais grave. "Está duplamente irregular: não respeita as regras da resolução aprovada no ano passado para a elaboração do Orçamento e ainda contém as chamadas ''raspadinhas'' que estão proibidas", afirmou, se referindo a um tipo de emenda que dá margem à manipulação e é genérica. O senador alertou que a insistência do governo em aprovar o Orçamento, mesmo com as irregularidades, só dificulta as negociações com a oposição, podendo comprometer a agenda legislativa e reforçar o movimento em favor de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o Orçamento.O relator da Medida Provisória (MP) que cria a TV Pública, senador Renato Casagrande (PSB-ES), afirmou que o clima de confronto põe em risco a votação da medida. "O clima de radicalismo em torno do Orçamento vai provocar tensão e pode levar as MPs para o buraco", advertiu. A MP da TV Pública vence no dia 19 de março. O senador Heráclito Fortes (DEM-PI) ponderou que o conflito pode prejudicar o governo. "O confronto não compensa", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.