Garibaldi vê obstáculo para barrar 'fichas-sujas' no Senado

Após decisão do STF de liberar candidaturas, presidente da Casa diz que será mais difícil aprovar projeto

da Redação,

07 de agosto de 2008 | 15h50

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), avaliou nesta quinta-feira, 7, que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de liberar a candidatura de quem responde a processo na Justiça deve dificultar a aprovação do projeto que prevê a inelegibilidade dos acusados em processo criminal, segundo informações da Agência Senado.  Veja também:Lista de 'fichas-sujas' vai continuar, informa AMBSTF rejeita pedido de juízes e libera candidatura de 'ficha-suja'Território Eldorado: CNBB lança carta e pressiona STF para vetar 'fichas-sujas' Saiba quem são os candidatos com a ficha suja  Kassab entra para lista dos 'fichas-sujas' da AMBAMB divulga os 'fichas-sujas'; Maluf é o que tem mais processosConheça os candidatos nas principais capitais   "Acho que isso poderia passar, não é fácil. É possível que, com essa decisão do STF, nós possamos ter uma dificuldade porque de qualquer maneira se dirá que o próprio Judiciário resolveu não decidir sobre isso", afirmou. Para Garibaldi, é o Legislativo que pode tomar essa decisão. "Preciso ter o apoio dos líderes", disse.  A proposta de emenda à Constituição (PEC) do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) tentou regulamentar esse assunto e já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Segundo Garibaldi, os candidatos com ficha suja não deveriam "moralmente" poder se candidatar.

Tudo o que sabemos sobre:
Senadofichas-sujas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.