Garibaldi se mostra cético quanto à reforma tributária

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), mostrou-se cético em relação à previsão feita pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que "há condições de ter uma reforma tributária tramitando" no Congresso ainda no início do primeiro semestre deste ano. "Essa é a opinião dele, manifestada nessa conversa", disse Garibaldi, referindo-se ao encontro de quase uma hora que teve hoje com o ministro. "É realista do ponto de vista dele, de ministro. Ele não pode prever o que vai acontecer depois (que o governo enviar o projeto). Um projeto, aqui no Congresso, às vezes chega com uma cara e sai com outra", afirmou o presidente do Senado. O governo tem informado que enviará a proposta de reforma tributária ao Congresso no reinício dos trabalhos legislativos, em fevereiro."Se o projeto vai prevalecer, não cabe a ele (ministro) dizer", afirmou "Quantas reformas tributárias começaram e não terminaram? É só fazer a pesquisa. A experiência não autoriza afirmar que é possível aprovar ainda este ano." Sobre a possibilidade de ser votada ainda em 2008, o presidente do Senado respondeu que o importante é tentar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.