Garibaldi rejeita CPI dos cartões alegando erro técnico

O presidente do Senado, GaribaldiAlves (PMDB-RN), rejeitou nesta quinta-feira a CPI mista parainvestigar os gastos dos cartões corporativos do governofederal por um erro técnico no requerimento entregue pelaoposição. No pedido entregue pela oposição no Senado, estava escrito"apoiamento", antes das assinaturas, ao invés de"requerimento". Garibaldi considerou a falha um erro técnico eagora a oposição terá que recolher novamente as assinaturas noSenado. "Vamos apresentar um novo requerimento, fazer o quê?",disse o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM). Aoposição terá de recolher assinaturas de 35 senadores (eramnecessários 27) e 189 deputados (171) O senador petista Tião Viana (AC) disse que a decisão deGaribaldi foi correta. "Uma questão técnica dessas pode acabar inviabilizando ainvestigação lá na frente", disse Viana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.