Garibaldi quer tirar de licitação empresas suspeitas

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), pediu à consultoria jurídica da Casa que adote mecanismos para impedir que duas prestadoras de serviço de terceirização - a Ipanema Segurança Ltda. e a Conservo Brasília Serviços Técnicos Ltda. - disputem a licitação que será realizada até o fim de outubro para substituir os contratos suspeitos assinados na gestão do ex-presidente Renan Calheiros (PMDB-AL). O Ministério Público apontou irregularidades. Investigação da Polícia Federal descobriu que empresários negociaram um esquema de fraudes em licitações milionárias no Senado em contratos de terceirização de mão-de-obra, com base em informações privilegiadas repassadas por funcionários da Casa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.