Garibaldi promete punir senador que resistir à súmula

Na tentativa de se adequar à súmula do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), informou ontem que os senadores e servidores que se negarem a informar o nome de parentes contratados na Casa serão alvo de processo administrativo. Garibaldi ainda rebateu a hipótese sugerida por alguns colegas, como Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), de se aprovar uma "legislação mais flexível": "Não tem por que, em uma hora dessa, afrontar o Judiciário."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.